Software para smartphones e software dos anos 90, qual a diferença?

Assim que começou a febre dos smartphones, tudo era interessante. Uma sabre de luz sendo exibida na tela do celular, que ao ser balançado, emitia sons do Star Wars era motivo para baixar e mostrar aos amigos. Outro sucesso era um aplicativo que simplesmente tinha um botão que fazia som das Vuvuzelas da Copa do Mundo de 2010.

Isso lembra a época que computador pessoal era novidade.

Qualquer besteira era motivo para se empolgar. Os jogos que exibiam vídeos de filmagens reais, por exemplo, mesmo com uma qualidade horrível, já eram mais divertidos.(veja um vídeo de MegaRace 2!) Você jogava curioso para ver o vídeo seguinte. Também era normal encontrar revistas que vinham com um CD contendo "300 Jogos para Windows". Todos ávidos por instalar, instalar e instalar. Quanto mais programas no computador melhor!

Papel de parede do Windows 95. Nessa época, em que olhar a parte brilhante em baixo de um CD era interessantíssimo, esse papel de parede de alguma forma fazia eu me sentir em um futuro distante. Era muita modernidade pra uma imagem só.

Hoje em dia, para o usuário comum, é raro instalar um software novo no PC. A maioria das coisas que fazemos é através do browser. No entanto, em smartphones é normal ver pessoas que instalam tudo que vêem pela frente. Coisas que deixaram de ser interessantes há 15 anos atrás, voltaram a ser motivo de alegria, com o aparecimento dos smartphones.

O que mudou?

O que causava alegria nos anos 90 era a novidade visual e interativa. Pelo menos para mim, com 10 anos. Uma tela exibindo efeitos que nem na TV você via, e que você podia interagir, era fantástico. Hoje, a parte visual não é o atrativo principal do smartphone. O empolgante é ter tudo isso a qualquer momento, à sua mão. Mobilidade significa que aquela besteirinha quase sem graça que você baixou, pode ser usada para passar o tempo numa viagem de ônibus, numa fila de banco, ou então para decidir se abastece com Gasolina ou Álcool, utilizando um aplicativo bem simples, que num Desktop não serviria para quase nada, distante do posto de combustível.

O fato de você ter softwares ao seu lado a toda hora, marca o momento em que o homem se torna um bocado mais tecnológico e consequentemente mais poderoso. Assim como o homem do paleolítico, que com um pedaço de pau, tornou-se mais eficaz em suas caçadas.

http://en.wikipedia.org/wiki/File:Glyptodon_old_drawing.jpg
O desafio humano atual já não é mais a sobrevivência e sim a interconexão com os outros. O smartphone seria a pedra lascada dessa nova fase, e finalmente, quando não precisarmos mais levar nada em nosso bolso, e incorporarmos tudo isso ao nosso corpo, teremos chegado na pedra polida.

Seguindo a analogia, ainda vem a idade dos metais, mas deixo a correspondente contemporânea a cargo da sua imaginação.

Nenhum comentário on "Software para smartphones e software dos anos 90, qual a diferença?"

Leave a Reply